Avançar para o conteúdo principal

Viciada em organização? Eu...?


Há uns tempos escrevi sobre como me organizo e chamei-me a mim própria uma planner freak. Sim, é verdade... Confesso que ando sempre em busca de estratégias que façam sentido para me organizar, seja em casa ou no trabalho. Sou a rapariga que tem caderninhos para anotar tudo e mais alguma coisa mas parece que existe sempre mais alguma coisa para melhorar... Parece que a receita infalível para me organizar ainda não a descobri. Todos os locais valem para encontrar inspiração e a internet acaba sempre por ser um bom local para procurar dicas...

Um dos primeiros blogs que descobri sobre dicas de organização e de produtividade foi o Vida Organizada da Thais Godinho. Para quem for fã de estratégias de organização para as diferentes áreas da nossa vida (família, trabalho, rotinas de casa), sem dúvida que este blog funciona quase como uma bíblia da organização. Foi também por aqui que descobri o método GTD ou Getting Things Done criado pelo americano David Allen (aqui podem descobrir o site dele sobre o método que desenvolveu) e sobre o qual a Thais escreve varidíssimos posts como podem ver aqui. Confesso que nunca cheguei a experimentar este método... Mas se calhar até acabo por ir fazendo alguma das coisas mas sem o caderno para apontar as diferentes tarefas da mesma forma que o método sugere...

Outro blog que também dá boas sugestões sobre produtividade é o The Busy Woman and the Stripy Cat, onde a Rita escreve sobre o seu dia-a-dia, explica como se organiza e escreve principalmente sobre minimalismo e este estilo de vida que adoptou para si e que faz sentido enquanto família, sendo a produtividade e a gestão do tempo um dos principais temas sobre o qual escreve. Descobri este blog quando a Rita escrevia sobre a técnica Pomodoro, criado por Francesco Cirillo e a sua técnica de dividir o tempo em pequenas parcelas com intrervalos entre si, defendendo que desta forma somos mais produtivos: intervalar as tarefas que estamos a fazer, focando-nos verdadeiramente nelas, fazem com que sejamos mais produtivos e consigamos finalizá-las em menos tempo e com maior sucesso. O truque é definir um tempo e ir beber um chá no intervalo para aliviar a nossa mente das tarefas que exigem maior concentração. 

E depois existe essa meca da inspiração para tudo e mais alguma coisa que é o Pinterest! Por aqui encontra-se de tudo sobre tudo. Desde inspiração para festas das crianças, a decoração, muitas sugestões sobre Montessori podem encontrar por lá (como nestes dois álbuns que tenho sobre Vida Prática e Quartos Montessori) e milhares de dicas de organização para casa e trabalho que podem mesmo ser aquelas de que estamos a precisar. Por acaso, ainda não me lembrei de criar por lá um álbum com sugestões de organização mas com tudo isto que escrevi não deve faltar muito, pois não?

Há quem diga que eu sou um pouquinho obsessivo-compulsiva nesta coisa da organização... Se calhar sou! Gosto de deixar a secretária do trabalho metodicamente organizada quando regresso a casa. Organizo os meus livros de uma determinada forma que o meu marido diz que só eu entendo... Gosto de organizar os armários por tipos de produtos e a roupa por cores... Bem, já estão a ver, não é? Mas será que sou a única viciada em organização por aqui?

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Dicas e sugestões... Tornar o Dia do Pai mais especial!

É impressionante como ainda ontem estávamos a comemorar a entrada no novo ano e já andamos por aqui a pensar nas sugestões mais engraçadas para o Dia do Pai. O ano avança bem rapidamente e já é tempo de pensarmos no miminho que os nossos filhos vão dar ao homem que escolhemos para pai deles. Enquanto os nossos filhotes ainda não conseguem ter voto na matéria e sugerir aquilo que querem oferecer ao pai, cabe-nos a nós, verdadeiras mães malabaristas do século XXI, abraçar mais esta tarefa e descobrir aquela lembrança que vai tornar o Dia do Pai mais especial.
Sou apologista que não devemos comprar nada apenas porque sim. Existem homens que não ligam muito a ofertas e a prendas, outros que são esquisitos e que parecem não gostar de nada, outros ainda que se fecham em copas quanto ao que gostam ou ao que precisam e existem ainda aqueles que não gostam destas "mariquices" (como eles próprios lhes chamam) das lembranças do Dia do Pai que acabam por ficar fechadas numa qualquer ga…

My Little Love: A vossa festa com amor!

O mês de Maio é um mês muito doce no que toca a comemorações aqui em casa. O próximo mês de Maio assinala o primeiro aniversário do meu casamento e o segundo aniversário do meu filhote. Apesar de ainda faltarem dois meses para o dia da festa, por aqui os preparativos já começaram. A checklist da festa de aniversário já está impressa. Já se começou a pensar nas possíveis lembranças para os amiguinhos e já andámos a espreitar as lojinhas de artigos de decoração para ver as novidades. 
Mas festa que é festa, daquelas para ser memorável, pede a ajuda de quem conhece o mundo das festas e da organização de eventos melhor do que ninguém. E é assim que vos venho falar da My Little Love. Se procurarem por organização de festas de aniversário, a oferta é imensa por essa Internet fora. Ao escolherem quem estará a colorir a vossa casa para um dia especial deixo-vos a dica de procurarem alguém com quem tenham criado empatia facilmente. A My Little Love tem como lema "divirtam-se que nós trat…

Natal guloso do baby boy

Todos nós sabemos que, nesta quadra, abundam os doces e os docinhos nas mais diversas formas e com crianças pequenas devemos ter alguns cuidados especiais quanto à alimentação. No livro "Deixe-os comer terra", de Brett Finlay e Marie-Claire Arrieta (de que já vos falei neste post sobre vacinas e neste post sobre o desmistificar do contacto das crianças com os micróbios no dia-a-dia), os autores recomendam que se mantenha o açúcar dado às crianças numa quantidade mínima pois "um bebé guloso vai, provavelmente, tornar-se uma criança gulosa", para além de que "quanto menos açúcares refinados o bebé ingerir, melhor, tanto para ele como para os biliões de micróbios que se deleitam com tudo o que termina na barriguinha dele". 
Desde que introduzi a alimentação complementar ao meu pequeno pirata, agora com 19 meses, que a preocupação com alimentos açucarados ou demasiado processados tem sido constante. Sinal disso, foram os livros que vieram viver cá para casa:…