Avançar para o conteúdo principal

Objectivo 2018: destralhar!

Nunca tiveram aquela sensação que têm coisas a mais em casa? Roupa, loiça, brinquedos, livros, sapatos... Enfim, coisas em dobro ou em triplo, algumas nunca usadas e ainda com a etiqueta e a tornarem a vossa casa muito mais "pesada"?

No ano passado, mudei de casa e digo-vos que fiquei verdadeiramente assustada ao ver a quantidade de coisas que tinha ser serem usadas de forma regular. Roupas e sapatos que já não vestia há muito, muito tempo. Aquelas loiças que ficavam indefinidamente dentro do armário à espera daquele jantar especial ou uma imensidão de livros a perder de vista.. E estes são só três exemplos. Para a casa nova, o mood tem sido um ambiente mais descomplicado, simples, indo buscar um pouco de inspiração à decoração nórdica. Cada vez mais, confesso que um ambiente mais simples em nossa casa, é meio caminho andado para a nossa mente se sentir mais leve, mais serena. E é isso que procuro para 2018: serenidade em todos os campos.

O objectivo para 2018 é destralhar! Mas destralhar em todos os campos: casa, vida, trabalho. Se é possível? Vamos ver... A principal prioridade é destralhar para ter mais tempo para aquilo que é mais importante: a família e o amor! E como vou tentar cumprir este objectivo? Como em tudo (e para uma planner freak como eu!), o truque vai ser construir checklists para destralhar cada uma das áreas do meu dia-a-dia. E irei partilhar convosco para que, vocês também, consigam destralhar o vosso 2018 para que cheguemos ao final do ano com este objectivo pessoal cumprido (pelo menos!).

A primeira checklist que irei partilhar será a da casa. Stay tuned!

Tenham um óptimo domingo dedicado às pessoas de que mais gostam! Sejam felizes!

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Casar: recordar um dia tão especial!

Casamento. Aquele momento especial na vida de qualquer casal e que se deseja que seja único para toda a vida. O casamento pode ser mais ou menos tradicional mas é um momento que marca e que queremos que seja inesquecível para nós e para os nossos convidados. Desde o momento em que acontece o pedido, a cabeça (normalmente, da noiva) começa a fervilhar com mil e uma ideias para colocar em prática e a ansiedade e o stress vão aumentando exponencialmente com o aproximar da data.  Mas perguntam vocês? Porque estou eu a falar de casamentos num blog que é muito mais baby blog que outra coisa? Para quem não sabe, o meu casamento aconteceu no dia em que o meu filho fez um ano. Com o segundo aniversário do baby boy e o primeiro aniversário de casamento quase aí, estou em modo lamechas a recordar tudo o que foi preparar este dia, que foi tudo menos convencional. Querem saber como tudo aconteceu? Conforme já vos disse, o meu casamento não foi de todo tradicional. Não foi um casamento

Quarto de bebé: o nosso pequeno mundo!

Durante a gravidez e mesmo depois de sermos mães, o quarto do bebé deve ser um dos locais onde passamos mais tempo e um dos quais dedicamos maior atenção na nossa casa. Se durante a gravidez, a preocupação é decorar o quarto com todos aqueles pequenos detalhes que o tornem especial e único (sem que isso seja, obrigatoriamente, sinónimo de funcionalidade), depois de sermos mães e de percebermos aquilo que o nosso bebé e nós precisamos para as diferentes parte do dia, o quarto de bebé acaba por ir sofrendo algumas adaptações ao longo do tempo. O tema do quarto de bebé não é novo aqui no blog. Se a memória não me falha, já escrevi por aqui sobre pequenas sugestões para criar um refúgio para crianças felizes , já me inspirei na IKEA Portugal para vos dar sugestões de como criar um ambiente preparado Montessori-friendly no quarto dos mais pequenos e já escrevi também por aqui sobre como não deve faltar muito para haver algumas mudanças no quarto do baby boy neste início de 2018 . Passa

Tanta roupa e nada para vestir: o dilema do guarda-roupa feminino!

Não podia ter dado a este post um título mais cliché no mundo das mulheres: "tanta roupa e nada para vestir". É daquelas frases que tantas de nós dizemos todos os dias pela manhã que até é título de um livro escrito pela Maria Guedes , a tão conhecida Stylista . Isto de sermos mulheres com um armário cheio de roupa pode complicar-nos bastante a vida pela manhã, ao contrário do que seria de esperar ao termos tantas opções disponíveis por onde escolher. Nesta coisas de roupa e a minha relação com as compras, tenho passado por diversas fases. Desde comprar por impulso (quem nunca?), a ter várias peças do mesmo modelo em diferentes cores porque simplesmente as adorava, a gastar bastante dinheiro numa mala ou num par de sapatos... Mas depois vem a maternidade, a realidade do dia-a-dia muda e deixamos de precisar tanto de peças para sair e começa a fazer-nos mais falta aquela roupa mais confortável, fashion na mesma, mas que nos permita correr atrás dos nossos filhotes e que n