Avançar para o conteúdo principal

Exercício físico: como encaixar na agenda de mãe?

Exercício físico. Desportivar. Ginásio. Devem ser aquelas expressões que mais queremos introduzir na nossa rotina depois de sermos mães e, provavelmente, das que temos mais dificuldade.

O belo algoritmo do Facebook está feito para, de tempos a tempos, nos recordar de publicações que partilhamos no passado. Por estes dias, o Facebook lembrou-me desta foto que partilho agora convosco e que tirei há três anos, em 2015, o ano em que fiquei grávida. Por essa altura, era uma corredora regular. Chegava a treinar umas cinco vezes por semana, quando participava em corridas o fim-de-semana. Para quem não sabe, sou quem assina como Fiona no blog Corre mais rápido!. Comecei a correr com mais frequência em 2008 e fiquei fã! Desde essa altura e até 2015, altura em ir parei por causa da gravidez, fiz um sem número de corridas de 10km, mais algumas meias maratonas em estradas, mais umas de trail e cheguei a começar a treinar para a maratona de Sevilha, em que não pude participar por lesão. Correr é, juntamente com a natação, o desporto em que me sinto "em casa" e que maior prazer me dá depois de terminar o meu treino. Nem imaginam o sentimento de ressaca que sinto nos últimos tempos...

Depois de ter sido mãe, apenas devo ter corrido umas três vezes. Participei na última corrida da Volkswagen mas estou muito longe ainda do ritmo de outrora. Que saudades tenho eu das corridas matinais, antes de começar a trabalhar. A energia que ganhava para o dia que tinha por diante era qualquer coisa de inexplicável e que sabia tão bem.

Sermos mães muda-nos a agenda e a mentalidade perante as coisas. Confesso que, mesmo tentando ser o mais organizada possível, ainda não consegui encaixar na minha agenda o regresso à corrida. E preciso tanto disso até porque ainda estão por perder alguns quilinhos para regressar à forma de antigamente... Ou pelo menos perto dela!

Acho que o truque passa por criar o meu plano de treino, step by step, para voltar a ter os meus happy feet de regresso às corridas. Ao mesmo tempo, sinto também que preciso de uma reeducação alimentar. Sinto que me falta aqui qualquer coisa que me permita ter toda a energia de que necessita, tanto a nível físico como mental, com o final do doutoramento tão próximo...

E convosco como sentem que é? Conseguem encaixar uma corrida ou uma ida ao ginásio na vossa agenda? Quais são os vossos truques? Ajudem aqui a Happy Mom descomplicada para ela voltar à estrada como antigamente...

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Dicas e sugestões... Tornar o Dia do Pai mais especial!

É impressionante como ainda ontem estávamos a comemorar a entrada no novo ano e já andamos por aqui a pensar nas sugestões mais engraçadas para o Dia do Pai. O ano avança bem rapidamente e já é tempo de pensarmos no miminho que os nossos filhos vão dar ao homem que escolhemos para pai deles. Enquanto os nossos filhotes ainda não conseguem ter voto na matéria e sugerir aquilo que querem oferecer ao pai, cabe-nos a nós, verdadeiras mães malabaristas do século XXI, abraçar mais esta tarefa e descobrir aquela lembrança que vai tornar o Dia do Pai mais especial.
Sou apologista que não devemos comprar nada apenas porque sim. Existem homens que não ligam muito a ofertas e a prendas, outros que são esquisitos e que parecem não gostar de nada, outros ainda que se fecham em copas quanto ao que gostam ou ao que precisam e existem ainda aqueles que não gostam destas "mariquices" (como eles próprios lhes chamam) das lembranças do Dia do Pai que acabam por ficar fechadas numa qualquer ga…

My Little Love: A vossa festa com amor!

O mês de Maio é um mês muito doce no que toca a comemorações aqui em casa. O próximo mês de Maio assinala o primeiro aniversário do meu casamento e o segundo aniversário do meu filhote. Apesar de ainda faltarem dois meses para o dia da festa, por aqui os preparativos já começaram. A checklist da festa de aniversário já está impressa. Já se começou a pensar nas possíveis lembranças para os amiguinhos e já andámos a espreitar as lojinhas de artigos de decoração para ver as novidades. 
Mas festa que é festa, daquelas para ser memorável, pede a ajuda de quem conhece o mundo das festas e da organização de eventos melhor do que ninguém. E é assim que vos venho falar da My Little Love. Se procurarem por organização de festas de aniversário, a oferta é imensa por essa Internet fora. Ao escolherem quem estará a colorir a vossa casa para um dia especial deixo-vos a dica de procurarem alguém com quem tenham criado empatia facilmente. A My Little Love tem como lema "divirtam-se que nós trat…

Natal guloso do baby boy

Todos nós sabemos que, nesta quadra, abundam os doces e os docinhos nas mais diversas formas e com crianças pequenas devemos ter alguns cuidados especiais quanto à alimentação. No livro "Deixe-os comer terra", de Brett Finlay e Marie-Claire Arrieta (de que já vos falei neste post sobre vacinas e neste post sobre o desmistificar do contacto das crianças com os micróbios no dia-a-dia), os autores recomendam que se mantenha o açúcar dado às crianças numa quantidade mínima pois "um bebé guloso vai, provavelmente, tornar-se uma criança gulosa", para além de que "quanto menos açúcares refinados o bebé ingerir, melhor, tanto para ele como para os biliões de micróbios que se deleitam com tudo o que termina na barriguinha dele". 
Desde que introduzi a alimentação complementar ao meu pequeno pirata, agora com 19 meses, que a preocupação com alimentos açucarados ou demasiado processados tem sido constante. Sinal disso, foram os livros que vieram viver cá para casa:…