Avançar para o conteúdo principal

Mulherio e os falsos elogios

Ser mulher é, provavelmente, uma das mais difíceis tarefas da Humanidade! Não me digam que é estar à frente dos destinos de um país, tomar decisões sobre o rumo económico de uma nação ou escolher as últimas novidades tecnológicas ao serviço da Defesa!

Ser mulher é, provavelmente uma das mais difíceis tarefas da Humanidade! Aterrar na Lua ou enviar uma missão não tripulada a Marte é "peaners" (como diz o outro!) quando comparado com a capacidade de organização, de abstracção, de concentração e a resiliência que todas nós, enquanto mulheres, temos de ter todos os dias, desde que acordamos até ao momento em que deitamos a cabeça na almofada, após mais um dia daqueles...

Todas nós vivemos rodeadas dos clichés de sempre, desde pequenas... Parece que as hormonas e a nossa condição feminina consegue ser justificação para tudo e para nada. Desde a boa disposição às lágrimas mais inesperadas, as hormonas, essas malvadas moleculazinhas com veia de diabo, são sempre o mordomo de serviço que assassinou o patrão.

Esta nossa condição de mulher torna-nos permanentemente insatisfeitas com o mundo, revoltadas muitas vezes, com uma profunda tristeza no peito outras tantas... Porque sabemos que nem sempre o mundo pode seguir o rumo que pretendemos. Porque sabemos que nem sempre o vestido pelo qual nos apaixonámos na loja nos cai como uma luva como pretendíamos... Ou simplesmente porque o nosso mais que tudo deixou a tampa da sanita lavada quando foi à casa-de-banho pela manhã...

Seria de esperar que as mulheres, essas que são tal e qual com nós e que vivem exactamente as mesmas angústias, fossem capaz de nos entender em toda a nossa plenitude e ajudar-nos a ultrapassar os dias menos bons e a tornarem a tempestade em bonança... Pois, mas nem sempre isso é assim e, caso assim fosse, viveríamos num mundo bastante melhor e mais tranquilo... Com menos lágrimas e menos inseguranças.

E tudo isto para vos falar na fotografia que vi no outro dia no Instagram da Vera de As Viagens dos Vs com as peculiares hashtags #fimaobullyingentremulheres, #umaspelasoutras e #amulherequemanda e que me deixou a pensar... Quantas de nós já sentimos o nosso dia arruinado por aquele comentário muito fofinho mas de uma malícia escondida sobre a nossa roupa ou a nossa maquilhagem? Quantas de nós não tivemos já a consciência de que aquele sorriso rasgado estava carregado de más energias? Pois... Nós somos mesmo as nossas piores inimigas. Todas temos a consciência de que um local de trabalho em que predominem as mulheres dificilmente estará livre de confusões por muito tempo. Todas as que frequentamos os grupos de mães no Facebook sabemos existe sempre uma pedra pronta a ser atirada quando temos uma dúvida ou dizemos que fazemos isto ou aquilo com os nossos filhos. Quando os homens nos dizem que são mais facilmente amigos uns dos outros, é mesmo por esta razão: o pior bullying de que uma mulher pode ser alvo parte, na maior parte dos casos, da mulher que está ao seu lado. Temos todas ao nosso alcance, fruto de compreendermos tão bem as vicissitudes hormonais e oscilações mensais, o ombro mais amigo que podemos colocar à disposição de outra mulher que esteja a ultrapassar uma fase menos boa... Mas nem por isso somos capazes de o oferecer de forma genuína. É certo que nem todas somos assim umas para as outras e felizmente que é assim! Mas, na maior parte dos casos, deixamos de rastos outras mulheres com comentários tão simples como "Ah estás tão bem!" mas com aquela entoação que torna tudo pincelado de falsidade dissimulada...

Sejamos mais amigas umas das outras. Sejamos capazes de dar o nosso melhor pela mulher ao nosso lado, mesmo que seja uma perfeita desconhecida. Para que não sejamos as piores personagens do bullying contra mulheres!

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Dicas e sugestões... Tornar o Dia do Pai mais especial!

É impressionante como ainda ontem estávamos a comemorar a entrada no novo ano e já andamos por aqui a pensar nas sugestões mais engraçadas para o Dia do Pai. O ano avança bem rapidamente e já é tempo de pensarmos no miminho que os nossos filhos vão dar ao homem que escolhemos para pai deles. Enquanto os nossos filhotes ainda não conseguem ter voto na matéria e sugerir aquilo que querem oferecer ao pai, cabe-nos a nós, verdadeiras mães malabaristas do século XXI, abraçar mais esta tarefa e descobrir aquela lembrança que vai tornar o Dia do Pai mais especial.
Sou apologista que não devemos comprar nada apenas porque sim. Existem homens que não ligam muito a ofertas e a prendas, outros que são esquisitos e que parecem não gostar de nada, outros ainda que se fecham em copas quanto ao que gostam ou ao que precisam e existem ainda aqueles que não gostam destas "mariquices" (como eles próprios lhes chamam) das lembranças do Dia do Pai que acabam por ficar fechadas numa qualquer ga…

My Little Love: A vossa festa com amor!

O mês de Maio é um mês muito doce no que toca a comemorações aqui em casa. O próximo mês de Maio assinala o primeiro aniversário do meu casamento e o segundo aniversário do meu filhote. Apesar de ainda faltarem dois meses para o dia da festa, por aqui os preparativos já começaram. A checklist da festa de aniversário já está impressa. Já se começou a pensar nas possíveis lembranças para os amiguinhos e já andámos a espreitar as lojinhas de artigos de decoração para ver as novidades. 
Mas festa que é festa, daquelas para ser memorável, pede a ajuda de quem conhece o mundo das festas e da organização de eventos melhor do que ninguém. E é assim que vos venho falar da My Little Love. Se procurarem por organização de festas de aniversário, a oferta é imensa por essa Internet fora. Ao escolherem quem estará a colorir a vossa casa para um dia especial deixo-vos a dica de procurarem alguém com quem tenham criado empatia facilmente. A My Little Love tem como lema "divirtam-se que nós trat…

A ajudar na autonomia do bebé cá de casa

Lembram-se do post que partilhei com dicas de como construir um ambiente preparado em casa na cozinha e na casa-de-banho? Pois bem, aquelas eram sugestões,  dicas para quem tem curiosidade sobre o mundo Montessori ou que apenas queira tornar as difeeentes partes da sua casa um pouco mais amigas das crianças.  Mas se vocês forem como eu, devem ter sempre curiosidade em saber como é que quem escreve num blog acaba por fazer este tipo de coisas em sua casa. Somos seres humanos curiosos, não é verdade?
É inegável com o ikea consegue mesmo ser o nosso melhor amigo quando queremos fazer pequenas mudanças em casa. E por isso, é claro que foi aqui que encontrei duas soluções simpáticas para tornar a rotina diária da higiene do meu baby boy mais fácil para ele, proporcionando-lhe autonomia agora que tem 18 meses. 
As nossas casas estão feitas para os adultos.  Tudo está a uma escala demasiado grande para os mais pequenos. Juntamente com a sua vontade de serem independentes e de fazerem por si…