Avançar para o conteúdo principal

Festas de aniversário: A busca pela melhor lembrança perdida!

Até ser mãe, desconhecia por completo tudo aquilo que envolvia preparar uma festa de aniversário para crianças. Uma imensidão de coisas que não podem falhar para que o dia da festa seja perfeito. Desde a comida, ao local da festa, se vamos ou não ter animação, qual o tema da festa, música, palhaços e a Disney em peso na nossa sala... Enfim, a lista é longa e nada melhor do que anotar tudo aquilo que queremos fazer, preparar ou ter disponível no dia da festa para que não haja tristezas no grande dia! Por aqui, já partilhei a minha lista de essenciais para preparar uma festa de aniversário, uma lista preparada juntamente com a Party &  Bite, a minha loja de eleição para comprar artigos de festa. 

No ano passado, mais ou menos por esta altura, comecei a partilhar convosco os preparativos da primeira festa de aniversário do meu filhote, começando por vos falar da escolha do local e do tema da festa e, depois, das decisões quanto à paparoca que iria ter na festa. Os preparativos para a festa de aniversário deste ano já iniciaram. Vou voltar a contar com a Casinha do Chá para a comida e já comecei a pensar no tema da festa deste ano. Como não existe melhor local para procurar inspiração para festas de aniversário do que o  Pinterest, já comecei a juntar por lá inspirações de que vou gostando num álbum especial sobre festas de aniversário. Depois, há também a parte da escolinha. O meu filho vai fazer dois anos e é hábito na escola dele ser levado algo para assinalar a data, ainda que de forma simples. Como nestas idades (como em todas as outras, a bem da verdade...), há que ter muito cuidado com a alimentação, já pedi ajuda à Healthy bites ajuda para escolher uma receita com ingredientes simples e não processados que faça as delícias dos mais pequenos. 

Um detalhe das festas de aniversário que nem sempre reúne consenso é a das lembranças para quem vem à festa. Muitos são apologistas de que quem é o aniversariante é que deve receber prendas. Sim, concordo... Mas quando estamos a falar dos mais pequenos, podemos preparar algo engraçado para que eles recordem a festa de aniversário do seu amiguinho. Estou muito longe de ser apologista de oferecer doces às crianças. Cada mãe tem as opções alimentares para o seu filho, depois podem existir intolerâncias alimentares que desconhecemos, já para não falar que, se podermos evitar ao açúcares, é sempre a melhor opção. Mas não sentem que estão em busca pela melhor lembrança perdida?

Para vos ajudar, decidi escrever este post carregado de boas sugestões, sem açúcares adicionados, que espero vos possa ser muito útil na hora de prepararem as lembranças para a festa dos mais pequenos.

1. Juntar a solidariedade à festa!
Sou apologista de que, se pudermos ser solidários nas nossas escolhas, esse deve ser o caminho. Quando me perguntam sobre sugestões para as lembranças de aniversário, a primeira opção que me vem à cabeça é sempre a Operação Nariz Vermelho. Trata-se de um projecto que dispensa apresentações e o qual podemos ajudar para que mais crianças possam ter momentos mais alegres durante o seu período de internamento num hospital. Como sugestões de lembranças, têm os narizes de palhaço. Se forem poucos os amiguinhos para os quais querem preparar uma lembrança podem optar por adquirir uma t-shirt "Quando crescer, quero ser palhaço" ou estimular a criatividade dos mais pequenos com uma caixa de lápis. Uma opção para levar para a escola pode ser o livro "A vida tem muita pinta" que promete, carregado de alegria, proporcionar bons momentos de leitura e ser uma oferta para a sala dos vossos filhos, em que todos podem utilizar esta lembrança. 


2. Muita cor e com doce à mistura!
Não, não vos vou sugerir nenhum doce. A minha sugestão é que tem o nome de Lojinha Doce e permite-vos personalizar as vossas lembranças. A oferta é variada e podem escolher puzzles de esponja, lápis de cor ou bolas de sabão.

3. Uma prenda para todos!
Pegando na última sugestão que vos fiz quanto às opções disponíveis na loja da Operação Nariz Vermelho, porque não escolherem algo que possa ser usado por todos, caso estejam a pensar nas lembranças para os amiguinhos da escola? Dependendo da idade em que se encontrem, pode ser interessante explorar diferentes componentes do desenvolvimento da criança. Falem com a educadora e pensem, por exemplo, em oferecer um brinquedo. Partilho convosco uma opção que podem encontrar na Speech in Love. Todos sabemos que os mais pequenos adoram animais! Então porque não oferecer um puzzle sobre os animais da selva?


Este puzzle em madeira, da Small Foot, promete fazer as maravilhas dos mais pequenos, desenvolver a componente sensorial, sendo composto por 20 peças e podendo ser usado a partir dos dois anos. 

E desse lado? Quais as melhores sugestões de lembranças para os mais pequenos nesta busca pela melhor lembrança perdida?

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Casar: recordar um dia tão especial!

Casamento. Aquele momento especial na vida de qualquer casal e que se deseja que seja único para toda a vida. O casamento pode ser mais ou menos tradicional mas é um momento que marca e que queremos que seja inesquecível para nós e para os nossos convidados. Desde o momento em que acontece o pedido, a cabeça (normalmente, da noiva) começa a fervilhar com mil e uma ideias para colocar em prática e a ansiedade e o stress vão aumentando exponencialmente com o aproximar da data.  Mas perguntam vocês? Porque estou eu a falar de casamentos num blog que é muito mais baby blog que outra coisa? Para quem não sabe, o meu casamento aconteceu no dia em que o meu filho fez um ano. Com o segundo aniversário do baby boy e o primeiro aniversário de casamento quase aí, estou em modo lamechas a recordar tudo o que foi preparar este dia, que foi tudo menos convencional. Querem saber como tudo aconteceu? Conforme já vos disse, o meu casamento não foi de todo tradicional. Não foi um casamento

Crescer, desenvolver... Construir uma casa desde os alicerces!

Para quem se dedica ao estudo da Psicologia, Comportamento Organizacional ou Recursos Humanos, a pirâmide das necessidades de Maslow não deve ser totalmente desconhecida. Abraham Maslow, um psicólogo americano que trabalhou no famoso MIT, desenvolveu uma teoria de personalidade assente numa hierarquia de necessidades, segundo a qual afirmava que cada ser humano necessitava, patamar a patamar, de satisfazer um conjunto de necessidades de um tipo antes de poder satisfazer necessidades de outro tipo. Fonte: Laudon Online Olhando bem para esta pirâmide, vemos que temos de passar pelos diversos patamares até conseguirmos atingir sentimentos de autoestima e de realização pessoal, sendo fundamental para os quais vermos satisfeitas as necessidades mais básicas como seja a alimentação, aspectos fisiológicos do nossos organismo, ter uma casa, um emprego e uma família. Será que esta pirâmide não poderá estar presente em outros campos, com as devidas adaptações? Não teremos nós, por

Quarto de bebé: o nosso pequeno mundo!

Durante a gravidez e mesmo depois de sermos mães, o quarto do bebé deve ser um dos locais onde passamos mais tempo e um dos quais dedicamos maior atenção na nossa casa. Se durante a gravidez, a preocupação é decorar o quarto com todos aqueles pequenos detalhes que o tornem especial e único (sem que isso seja, obrigatoriamente, sinónimo de funcionalidade), depois de sermos mães e de percebermos aquilo que o nosso bebé e nós precisamos para as diferentes parte do dia, o quarto de bebé acaba por ir sofrendo algumas adaptações ao longo do tempo. O tema do quarto de bebé não é novo aqui no blog. Se a memória não me falha, já escrevi por aqui sobre pequenas sugestões para criar um refúgio para crianças felizes , já me inspirei na IKEA Portugal para vos dar sugestões de como criar um ambiente preparado Montessori-friendly no quarto dos mais pequenos e já escrevi também por aqui sobre como não deve faltar muito para haver algumas mudanças no quarto do baby boy neste início de 2018 . Passa